terça-feira, 16 de abril de 2013

Questões sobre a expansão marítima

xx) (FUVEST)  “Em suma, a combinação de eficiência técnica e convição mística, submetidas ambas à expansão comercial e ao poder político foi a característica (…) da conquista espanhola na América.”
David A. Brading, Orbe indiano.

Com base no texto, estabeleça as relações entre:

a) avanços tecnológicos e expansão comercial;
b) poder político da Coroa Espanhola e Igreja Católica.

xx) (UNICAMP) O historiador Jacques le Goff assim descreve um Atlas de 1574:

“Em posição proeminente encontramos a Europa(…) Esta retratada com vestes de soberana, com coroa e cetro, a segurar um globo imperial (…) À esquerda uma princesa oriental ornada de jóias (…) personifica a Ásia das especiarias; em frente, do outro lado, a África tem o aspecto de uma negra pobremente vestida (…) A América reconhece-se na mulher impudicamente nua (…) com a cabeça de um homem na mão (…) a indicar que se alimenta de carne humana () na ignorância de qualquer forma de organização civil e política. Ao lado está uma cabeça feminina que se ergue sobre um pedestal, a Oceania, justamente privada de corpo porque o continente austral era então quase completamente “terra incógnita”.

a)    Interprete, do ponto de vista da cultura européia, as imagens dos continentes que compõem o Atlas.
b)    Explique, a partir dos seus conhecimentos, o período histórico a que pertence o Atlas de 1574.

xx) (UFMG) Pe. Antônio vieira reiterou o papel missionário dos portugueses na sua expansão ultramarina:
“Os outros homens, por instituição divina tem só a obrigação de ser católico: o português tem obrigação de ser católico, e de ser apostólico. Os outros cristãos têm a obrigação de crer a fé: o português tem obrigação de a crer mais e de a propagar.”

CITE e ANALISE a razão mais freqüentemente apresentada para o expansionismo português dos séculos XIV e XV.

xx) (UERJ) Ao chegar a Calicute, em 1498, o navegador português Vasco da Gama aguardou que embarcações locais se aproximassem das naus e mandou um membro da tripulação para a terra, o degredado João Nunes. Este encontrou no porto dois comerciantes tunisinos, que sabiam falar castelhano e genovês, travando o seguinte diálogo, registrado por um português anônimo:

-          Ao diabo que te dou; quem te trouxe cá?
E perguntaram-lhe o que vínhamos buscar tão longe.
E ele respondeu:
-          Vimos buscar cristãos e especiarias.

(Adaptado de Villers, Jonh, Vasco da Gama, o Prestes João das Índias e os cristãos de São Tomé. In: Oceanos: Vasco da Gama, Lisboa, 1998)

a)    Justifique por que “buscar especiarias” foi uma importante motivação econômica da Expansão Marítima portuguesa.
b)    Identifique duas ações voltadas para a expansão da fé cristã, que tenham sido empreendidas pelos portugueses nas seus domínios coloniais.
  
xx) A intensificação da atividade comercial, foi o principal ingrediente  que impulsionou os europeus em direção ao mar, a partir do Século XV, para a conquista de novas terras e mercados. Portugal foi pioneiro, vindo logo depois a Espanha. A forte concorrência entre os dois países gerou tratados visando  atender às ambições de cada um. A expansão comercial e marítima  dessa época estava diretamente associada ao fortalecimento do Estado e ao mercantilismo, considerado o embrião do sistema capitalista.

COTRIM, Gilberto. História e consciência do Brasil. São Paulo, saraiva,1997. P.09. 

a) “Portugal foi pioneiro...” APRESENTE um argumento para justificar o pioneirismo português na expansão marítima.

b) “A forte concorrência entre os dois países gerou tratados visando atender as ambições de cada um.”

DESCREVA  o que estabelecia o Tratado de Tordesilhas, assinado entre Portugal e Espanha em 1494.
  
xx) Leia o trecho abaixo e responda a questão.

“O conjunto de fatos históricos conhecido como Grandes Navegações ocorre nos séculos XV e XVI e é responsável pela primeira visão completa do mundo a que chega a humanidade. Os gregos pensavam que o gigante Atlas sustentava o mundo, e é também deles a primeira noção de que a Terra seria arredondada. Acreditou-se ainda que a Terra era sustentada por quatro elefantes em cima de uma tartaruga; ou ainda, que a Terra tinha a forma de um prato e todo navio que navegasse sempre em frente acabaria caindo pela beirada.”
(VEIGA. Luiz Maria. A grande navegação de Fernão de Magalhães. São Paulo, Ática, 2000.)


As Grandes Navegações dos séculos XV e XVI foram responsáveis pela primeira visão completa do mundo a que chega a humanidade.

Justifique a afirmativa acima.

xx)  Quando se iniciaram as grandes navegações, no século XV, a Europa atravessava um período de profundas transformações nos setores econômicos, social e político. Indique algumas dessas transformações.

xx) (Unicamp) Contestando o Tratado de Tordesilhas, o rei da França, Francisco I, declarou em 1540:
“Gostaria de ver o testamento de Adão para ver de que forma este dividira o mundo”
(Citado por Cláudio Vicentino, História Geral, 1991.)
a) O que foi o Tratado de Tordesilhas?
b) Por que alguns países da Europa, como a França, contestavam aquele tratado?

xx) (UFES) Justifique como era importante para o projeto navegatório de Cristóvão Colombo a crença na esfericidade da Terra.

xx) (PUC-MG) O expansionismo marítimo e comercial, a partir do século XV, envolveu vários países da orla atlântica da Europa.
Indique e explique 2 (dois) fatores do pioneirismo português, a partir da Revolução de Avis (1383-1385).

xx) (UFMG) Em 1492, a expansão européia atingia a América. Em 1498, os europeus chegaram também às tão ambicionadas Índias. Tais descobrimentos  situaram-se dentro do mesmo movimento do expansionismo  europeu ocidental. As ocupações, porém, das regiões das Índias Orientais e das Índias Ocidentais foram inteiramente diferentes: no Oriente a simples conquista era suficiente; no Ocidente, era outra a condição de incorporação dos territórios atingidos.
       a)Indique em uma única palavra essa condição.
       b)Apresente quatro exigências para o sucesso dessa condição.

 xx) (UFJF)"O momento das descobertas foi também o momento das rupturas. Ao lado das invenções e técnicas, que permitiram as aventuras dos navegantes, transformações nas estruturas materiais e mentais deram início ao que a filosofia e a história chamam de ‘liberação do indivíduo’ (...)"
(NOVAIS, Adauto. A descoberta do homem e do mundo.)

      Analise duas transformações ocorridas na Europa como reflexo das Grandes Navegações e
      Descobrimentos.


Nenhum comentário: